terça-feira, 13 de abril de 2010



Um menino guardava seu rebanho numa manhã de domingo. Os sinos repicavam chamando os fiéis à igreja, e o povo passava, dirigindo-se para lá. Então, o menino começou a pensar que também gostaria de orar a Deus. Porém, o que poderia dizer se nunca havia aprendido nenhuma oração? 


Não obstante, ajoelhou-se e começou a falar as letras do alfabeto: a, b, c, d, e, f, e assim por diante até z. Sucedeu passar por ali um senhor que, ouvindo a voz da criança, espiou através do arvoredo e viu o menino ajoelhado, com as mãos unidas e os olhos fechado, a dizer o alfabeto. “O que está fazendo pequeno?" perguntou, bondosamente, o senhor. "Estou orando", respondeu o menino. "Não sei nenhuma oração, mas sei que preciso que Deus cuide de mim e de meu rebanho. Então pensei que se dissessem as letras do alfabeto, ele as colocaria em ordem  e soletraria as palavras que correspondem às minhas necessidades". "Deus o abençoe menino! Ele fará isso mesmo! Quando o coração fala bem, os lábios podem até falar mal. A oração que se eleva até o céu é a que vem do coração". Não são os eloquentes e os eruditos que atingem o coração de Deus, mas os de coração limpo e sincero, os de coração quebrantado e submisso à vontade do Senhor. A estes, Deus tem os ouvidos atentos e responde com prazer às mais simples orações. Por isso amado leitor, não se acanhe na presença do criador, mas eleve a ele sua oração e confie que sua bondade irá guiá-lo em direção a Jesus que é a vida eterna.
você.
que Deus te abençoe
Pr. Nélio Bonfim

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template Noblarum by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP